Frases de Clarice Lispector

Ótimas frases de Clarice Lispector, são pensamentos e citações de Clarice Lispector para ler e compartilhar!


Clarice lispector - ah, que vontade de alegria....

Ah! Que vontade de alegria.
Clarice Lispector
Se em um instante se nasce, e se morre em um instante, um instante é bastante para a vida inteira.
In: A maçã no escuro.
Clarice Lispector
Clarice lispector - um dia de cada vez, que é pra não perder as...

Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito.
Clarice Lispector
Fica sempre a certeza de que se dormiu e se sonhou.
Um Sopro de Vida.
Clarice Lispector
Clarice lispector - você só terá sucesso na vida quando perdoar os...
Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária.
(A paixão segundo G. H)
Clarice Lispector
Dar a mão a alguém foi o que eu sempre esperei da alegria.
Clarice Lispector
Com todo perdão da palavra, eu sou um mistério para mim.
Clarice Lispector
Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.
Clarice Lispector
Sou o que quero ser, porque possuo apenas uma vida e nela só tenho uma chance de fazer o que quero.
Clarice Lispector
A minha vida a mais verdadeira é irreconhecível, extremamente interior, e não há uma palavra que a signifique.
Clarice Lispector
Mas há a vida que é para ser intensamente vivida. Há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata.
Clarice Lispector
Que alívio! Felicidade, meu bem, é alívio.
Clarice Lispector
Eu prefiro olhar para trás e dizer? Eu não posso acreditar que fiz isso? Do que dizer? Eu gostaria de ter feito isso.
Clarice Lispector
Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.
Clarice Lispector
A felicidade aparece para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam em nossa vida.
Clarice Lispector
Ter nascido me estragou a saúde.
Clarice Lispector
Fica sempre a certeza de que se dormiu e se sonhou
Um Sopro de Vida.
Clarice Lispector
Meu peito estava quente, meu coração pensativo. (Felicidade Clandestina)
Clarice Lispector
O que importa na vida é estar junto de quem se gosta.
Clarice Lispector
Sou uma pessoa insegura, indecisa, sem rumo na vida, sem leme para me guiar: na verdade não sei o que fazer comigo.
Clarice Lispector
Não tenho tempo para nada, ser feliz me consome muito! Os felizes não se preocupam com a vida dos outros.
Clarice Lispector
O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?
Clarice Lispector
Da vida, somos apenas turistas. Aproveitemos o rápido passeio antes de voltar definitivamente para nossa terra natal.
Clarice Lispector
Entre as marteladas eu ouço o silêncio.
Um Sopro de Vida.
Clarice Lispector
O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós.
Clarice Lispector
Procuro o sopro da palavra que dá vida aos sussurros.
Um Sopro de Vida.
Clarice Lispector
Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta.
Clarice Lispector
Erguia-se para uma nova manhã, docemente viva. E sua felicidade era pura como o reflexo do sol na água.
Clarice Lispector
Acredito que tudo que eu acredito hoje vai mudar com o tempo. E que, no futuro, talvez, eu acredite em menos coisas. Ou em nada mais ( )
Clarice Lispector
E nem entendo aquilo que entendo: pois estou infinitamente maior que eu mesma, e não me alcanço.
Clarice Lispector
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
Clarice Lispector
É preciso que se saiba. Que a vida é curta. A vida é curta.
Clarice Lispector
Quem não é um acaso na vida?
Clarice Lispector
Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.
Clarice Lispector
Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade.
Clarice Lispector
Nada mais tenho com a validez das coisas. Estou liberta ou perdida.
A vida é mortal.
Clarice Lispector
Criava as mais falsas dificuldades para aquela coisa clandestina que era a felicidade.
Clarice Lispector